MARKETING DE CONTEÚDO, PRIMEIRO AS PESSOAS, DEPOIS OS BUSCADORES!

MARKETING DE CONTEÚDO

(PRIMEIRO AS PESSOAS, DEPOIS OS BUSCADORES!)

Uma coisa importante se você trabalha com tráfego orgânico e quer visitas do Google, é que você precisa entender como é que o Google está pensando e que tipo de conteúdo ele quer para oferecer para as pessoas. Lá no ano de 2011, o Google começou a mudar bastante e lanço um algoritmo apelidado de Panda. O Panda buscava combater conteúdo duplicado e copiado de outros sites. Mesmo se você copia trechos, um pedaço de conteúdo aqui, outro pedaço de conteúdo lá e um outro trecho escrito por você, o Google consegue identificar isso e ele vai tirando a autoridade do seu site e os seus rankings vão caindo. Com isso, o marketing de conteúdo fica altamente prejudicado!

Já em 2012 surgiu o algoritmo pinguim, que combatia maus links. Então aqueles links no rodapé do site, na sidebar, ou links spamados em diretórios de artigos, pararam de ter tanta eficiência.

Em 2013 o cenário piorou mais ainda, pois o pinguim passou a ficar muito mais eficiente e mesmo links bons, que você gerava, se tivessem a palavra âncora manipulada, faziam com que seu conteúdo caísse.

Em 2013 o Google lançou mais uma atualização, que é o Hummingbird. O Hummingbird na verdade não é uma atualização algorítmica, ele é um filtro da forma com que a pessoa faz a busca. Então o Google quer começar a fazer mais conversas com o usuário.

O que isso muda no marketing de conteúdo?

Por que eu estou te dizendo isso? Por que o Google quer cada vez mais um conteúdo que é consistente na hora de entregar valor ao seu usuário, ele quer que você escreva para as pessoas que de fato leem o seu blog, que assistem os seus vídeos, que consomem o seu conteúdo. Então você tem que colocar as pessoas na frente dos sites de busca.

Não é que você não vai trabalhar com palavra-chave, ou não vai fazer um título atraente, que possa funcionar para SEO, mas principalmente você tem que pensar na sua audiência e depois nos rankings do Google. O conteúdo otimizado em SEO tem que pensar, em primeiro lugar, nas pessoas que irão lê-lo!

O que tem acontecido cada vez mais é que os sites que escrevem bom conteúdo têmrankeado na frente de sites que forçam a palavra-chave, que forçam linkageminterna e que trocam muitos links com sites do segmento. Se você força a barra no seu conteúdo, invés de o Google te privilegia, ele pode acabar diminuindo a qualidade dos seus resultados. Então a terceira dica fundamental é você respeitar o seu leitor, é você escrever um conteúdo que seja bom para as pessoas e que faça com que elas queiram voltar para o seu site.

Conteúdo focado em pessoas, não em robôs!

Durante muitos anos, o pessoal que trabalha com o Adsense por exemplo, quis desenvolver o máximo possível de CTR, o máximo possível de taxa de clique, extraindo assim, tudo do usuário na primeira vista.

Nãotem como um site que não tenha usuários de retorno, que não tenha visitantes que voltam ao site, ser um site bom.Um site bom de verdade é aquele em que pelo menos metade dos leitores voltam para consumir este conteúdo recorrentemente e que você consegue fidelizar uma base de pessoas que seguem você e ao mesmo tempo atrai novos usuários por que ele tem um conteúdo bom.

Se você ou sua agência de conteúdo só focam em sites de busca, você vai atrair aquele tipo de usuário que a gente chama de paraquedista, é o usuário que cai no seu conteúdo, pode até clicar em um banner e em um link seu, mas depois ele não volta mais, ele não fideliza por que aquele conteúdo não tem qualidade.

Conheça Leads, Agência de Marketing de conteúdo

Seja assinante deste Blog e receba conteúdos exclusivos e atualizações em seu email.

(VÍDEO AULAS, E-BOOKS, ARTIGOS E MUITO MAIS...)

Alexandre Constantino

Alexandre Constantino, Consultor de Marketing.

Website: http://alexandreconstantino.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *